Plantar Cebola

Imagem4.jpg
Imagem3.jpg

Plantar cebola a partir daquelas que temos em casa é super simples e pode se tornar um cultivo permanente, fornecendo cebolas para as preparações cotidianas.

 

Pode-se plantar a cebola para colher as cebolinhas ou as cebolas inteiras.

 

Para iniciar, é necessário promover o crescimento das suas raízes. Corte a cebola ao meio, deixando a parte das raízes intactas. Descasque a cebola, mantendo o fundo das raízes.

a1.jpg

Consiga um copo ou qualquer vasilhame transparente em que caiba um pouco de água, só para cobrir o fundo do vegetal. É importante não cobri-lo todo, para que não apodreça.  A transparência permite que as crianças acompanhem o desenvolvimento das raízes.

a2.jpg

Troque a água a cada 2 dias. Aguarde de 5 a 7 dias.  Depois disso, já estará com a raiz crescida e, talvez, com algumas folhas.  Assim, poderá ir à terra.

Depois de germiná-la, é hora de aprender a passá-la para o vaso, o que é bem simples.  Dessa forma, o cultivo é possível até mesmo para quem mora em apartamento.

Escolha um vaso médio ou grande e coloque terra nele.  É recomendável que ele tenha pelo menos 25 cm de profundidade. Se plantar mais de uma cebola, deixe espaço  suficiente para que elas se desenvolvam. De preferência, para cada cebola plantada, deixe um espaço de 20 cm. 

a3.jpg

•Regar 2 vezes ao dia, de manhã e no final da tarde.

•Manter o vaso em local arejado e com sol, de preferência o sol da manhã. Cebolas gostam muito de sol, é interessante que tenham 3 horas de exposição todos os dias.

•O cultivo da cebola não é de ciclo rápido. A colheita acontece depois de aproximadamente 5 meses do plantio. Mas as folhas vão crescendo e podem ser usadas no preparo da comida.

plantar-cebola.jpg

Algumas dicas para aproveitar o que se tem em casa:

 

  • Para quem não tem área externa com terra, pode-se comprar terra adubada pela internet e receber em casa.

  • Há vários materiais que podem ser reaproveitados para o plantio, caso não se tenha vaso em casa.  Apresentamos aqui algumas alternativas:  

a4.jpg

Garrafas Pet ou de Vidro

a5.jpg

Dicas

Desde pequenas, as crianças podem viver experiências de cultivo.

 

Quanto menores elas forem, mais será importante a presença do adulto ou irmão mais velho, em momentos de plantio ou preparação da terra.

•Não faça a ação pelos pequenos, deixe-os participarem ativamente de todo o processo, tomando os cuidados necessários para garantir a segurança deles;

•Estipule dentro da rotina familiar momentos em que as crianças possam regar as plantas de casa, ou mesmo, o plantio que ela realizou. Importante sempre regar logo pela manhã ou no final da tarde;

•Nesse processo de plantar, cuidar, cultivar, deixe que eles provem os alimentos que possam ser ingeridos, como: as verduras, legumes, frutas e temperos;

a6.jpg

•Se a criança for maior de 2 anos e meio peça para ele registrar todo o processo de crescimento, desenhando em uma folha, ou ainda, fotografando todas as etapas. Faça as impressões das imagens e monte com ela um pequeno painel na parede, na altura deles, para que possam ir acompanhando o desenvolvimento e crescimento do que foi cultivado.

•Inclua os alimentos colhidos em preparações que as crianças possam participar e perceber a relação entre todo o processo de cultivo e sua alimentação.

•A criança se sente importante e realizada ao alimentar-se aquilo que plantou, cuidou,  colheu e preparou.

Imagem6.jpg
Imagem7.jpg
Imagem8.jpg
Imagem9.jpg

NÃO ESQUEÇA QUE O MAIS IMPORTANTE É:

Nesse processo, além das aprendizagens a respeito dos cuidados presentes no cultivo, da transformação/crescimento do alimento, vive-se o encontro inusitado com minhocas ou pequenos insetos e a relação direta com a terra, que em grandes centros urbanos acaba sendo menos comum. O cultivo vai exigir certa destreza com o regador, o controle da quantidade de água, a delicadeza do toque diante de uma planta em crescimento; pequenas ações que tem grande valor simbólico e materializam para as crianças a importância dos cuidados para a vida.

 

O estado de atenção, de zelo, a espera, a percepção de um tempo que flui, com resultados menos imediatos são experiências e aprendizagens muito significativas nesse período de nossas vidas em que se tem a impressão da suspensão do tempo como o vivíamos até então.

A relação de afeto entre você e seu(s) filho(s), entre todos e as vidas cultivadas, são grande oportunidade de aprendizagem.

Imagem12.jpg
Imagem11.jpg
Imagem10.jpg
13.jpg

LEMBRE-SE: seu filho é curioso, essa experiência despertará nele o olhar de quem cuida, de quem observa cada detalhe, de quem aprecia o alimento nas suas formas diversas, de quem se mantém curioso em conhecer e coloca seus recursos para conhecer os alimentos, no seu germinar, crescer, no seu sabor, aroma, textura, cor... Enfim, nele por inteiro.